Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/filipe5/metalzone.com.br/site/materias/materia.php:1) in /home/filipe5/metalzone.com.br/Connections/conn_metalzone.php on line 18

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/filipe5/metalzone.com.br/site/materias/materia.php:1) in /home/filipe5/metalzone.com.br/Connections/conn_metalzone.php on line 22
Metal Zone | Perfil - Bandas Internacionais | Dismember | Revista Digital sobre Heavy Metal, Black Metal, Thrash Metal, Death Metal, Rock. Com resenhas de shows, cds, promoções, entrevistas, bandas de garagem, demo-tapes, cds demo.
Selo Generale traz, pela ótica de Ron Wood, os bastidores de uma das bandas mais importantes do mundo.

Gêneros:

MP3 Download

Schizophrenia

We Shout Louder
(Thrash Metal) Tamanho: 5.72 mb

Schizophrenia
baixar mp3
baixar mais músicas
Dicas de Cds

Kataklysm

In the Arms of Devastation
(Death Metal)
Por: Filipe Souza

Kataklysm
10/10
Ler Resenha

Morpheus Descends

Ritual of Infinity + Adipocere
(Death Metal)
Por: Filipe Souza

Morpheus Descends
8/10
Ler Resenha

HellArise

Function Disorder
(Death Metal)
Por: Filipe Souza

HellArise
8,5/10
Ler Resenha

Anvil of Doom

Death Illusion
(Death Metal)
Por: Filipe Souza

Anvil of Doom
8/10
Ler Resenha

Atropina

Malevs Maleficarvm
(Death Metal)
Por: Filipe Souza

Atropina
9,5/10
Ler Resenha

Unlit Face

Your Truth Lies
(Death Metal)
Por: Filipe Souza

Unlit Face
9/10
Ler Resenha

Sinister

Afterburner
(Death Metal)
Por: Filipe Souza

Sinister
9/10
Ler Resenha

Demigod

Slumber of Sullen Eyes
(Death Metal)
Por: Filipe Souza

Demigod
10/10
Ler Resenha

Avulsed

Reanimation
(Death Metal)
Por: Filipe Souza

Avulsed
8,5/10
Ler Resenha

Requiem Aeternam

Philosopher
(Death Metal)
Por: Filipe Souza

Requiem Aeternam
8,5/10
Ler Resenha

Lightning

Filth Human Beings
(Death Metal)
Por: Filipe Souza

Lightning
8,5/10
Ler Resenha

Vulture

Through the Eyes of Vulture
(Death Metal)
Por: Filipe Souza

Vulture
8,5/10
Ler Resenha

Into the Fire

Inverted
(Death Metal)
Por: Filipe Souza

Into the Fire
8,5/10
Ler Resenha

Rattle

Pain is Inevitable
(Death Metal)
Por: Filipe Souza

Rattle
8,5/10
Ler Resenha

Soilwork

The Chainheart Machine
(Death Metal)
Por: Filipe Souza

Soilwork
9/10
Ler Resenha



 Perfil - Bandas Internacionais

Metal Zone Home Bandas Internacionais → Dismember
Dismember

Dismember

Gênero: Death Metal
País: Suécia

Formação mais Recente:
Matti Karki (Vocal)
David Blomqvist (Guitarra)
Martin Persson (Guitarra)
Tobias Christiansson (Baixo)
Thomas Daun (Bateria)


http://www.dismember.se

PUBLICIDADE Assassin - Breaking the Silence
Videos

Cradle of Filth

Nymphetamine




Dismember

Um dos pilares do Death Metal sueco

Por: Filipe Souza (filipe@metalzone.com.br)
11/05/2012

Os integrantes Matti Karki (vocal), David Blomqvist (guitarra) e Fred Estby (bateria) são o núcleo vital de uma das mais importantes e reconhecidas bandas suecas de death-metal. O Dismember é considerado o pai do death metal sueco, lógico que ao lado de seus compatriotas do Edge of Sanity, At the Gates e Entombed.

O grupo surgiu ainda nos anos oitenta lá pelo finalzinho. É um dos pouquíssimos representantes do verdadeiro death-metal “old school” sueco. Seus trabalhos são tidos como referencia do estilo, que preserva a ferocidade, o peso e a técnica característica do death-metal sueco e europeu. O único álbum da banda que destoa da sua discografia seria o Massive Killing Capacity (1995) onde o grupo se aproxima de um death-rock que era uma linha adotada pelo Entombed.

Em meados de 1988 na cidade de Stockholm, capital da Suécia e principal cidade daquele país, em seu underground se formava o Dismember. A banda começou como um trio composto por Robert Sennerback (baixo/vocal), David Blomqvist (guitarra) e na bateria Fred Estby.

Esse line-up inicial foi mantido para a gravação de duas demos a primeira “Dismembered” e “Last Blasphemies”. Os membros originais da banda dobraram-se em 1989 quando se juntaram ao Carnage. Vale a pena abrir um parêntese aqui e contar um pouco sobre essa banda.

O Carnage foi uma banda também da Suécia e de death-metal, que contou em sua formação com David Blomqvist, Fred Estby e Matti Karki, todos atualmente no Dismember. Além de Johnny Dordevic (baixo) que mais tarde faria parte do Entombed e Mike Amott (Arch Enemy, Carcass). Na verdade essa banda era um projeto de Mike que abandonou a banda após o lançamento do primeiro álbum “Dark Recollection” em 1990. Mike foi se juntar à banda inglesa Carcass e gravou logo de cara um dos melhores álbuns do grupo “Necroticism - Descanting” (1991) e Heartwork (1993), em 1995 montou o Arch Enemy.

Assim, com o fim do Carnage, David Blomqvist, Fred Estby e Matti Karki reativaram o Dismember. Ainda como um trio gravaram uma demo “Reborn in Blasphemy” antes de gravarem convidaram o guitarrista do Unleashed, Senneback e o ex-baixista do Carbonized Richard Cabeza. Para quem não sabe Carbonized foi uma das bandas de Christopher Johnsson do Therion.

A demo teve uma boa aceitação no cenário europeu o que levou a banda assinar um contrato com a Nuclear Blast. A gravadora alemã incluiu duas faixas da demo na coletânea “Death Is Just Beginning”.

Em 1991 a banda lança seu primeiro álbum, Like An Ever-Flowing Stream. O debut do Dismember é uma obra de arte. A começar pela capa. Até hoje me arrependo quando estive nas mãos com um pôster imenso dessa capa e não o comprei. Foi na época em que o LP foi lançado no Brasil pela Rock Brigade. Enfim...

O cd caiu como uma bomba no cenário europeu até então invadido pelo death-metal da Flórida com bandas como Death, Cannibal Corpse, Malevolent Creation e Deicide. A banda subiu rapidamente no conceito da imprensa e dos fãs. O Dismember conseguiu também uma boa notoriedade quando a Inglaterra e a Austrália confiscaram 'Like An Ever Flowing Stream” por conter material “indecente e obsceno”. Além de realizarem uma extensa tour com o Death e o com o Cannibal Corpse.

Focando o lançamento do segundo álbum, o Dismember sacia a sede por death-metal dos fãs com o EP “Pieces” lançado em 1992. Em 1993 lançam o segundo álbum “Indecent and Obscene”. Esse trabalho foi responsável por levar a banda pela primeira vez aos EUA tocando com o Suffocation e Deicide. Depois retornaram à Europa para tocar com o Morbid Angel.

O terceiro álbum da banda é lançado em 1995 e divide opiniões. “Massive Killing Capacity” é tido como o melhor momento da banda por alguns e como trabalho fraco. Fraco porque o Dismember sempre primou por novas sonoridades sem deixar de lado a brutalidade de suas músicas, nesse trabalho a banda estaria mais melódica. Mas as maiores críticas que se fazem a esse trabalho é que a banda perdeu sua identidade soando muito como o Entombed.

Após o terceiro trabalho a banda se deu férias e retornou com um Ep em 1997 chamado “Misanthropic” e ainda no mesmo ano lançam “Death Metal”. Um trabalho tão forte quanto seus antecessores. Porém, vale ressaltar que o Dismember é um grupo em constante mutação e a cada novo álbum a banda surge com adicionais musicais que melhoram e muito seu trabalho. E com “Death Metal” não foi diferente, a banda está parecendo muito com algumas atuais bandas de death metal melódico. É um trabalho que vale a pena conferir.

Em 2000 o grupo retoma as atividades com “Hate Campaign”, o nome faz jus a brutalidade do álbum que trouxe a banda novamente aos olhos dos fãs e do cenário do death metal mundial. Esse foi o último trabalho da banda pela gravadora Nuclear Blast.

Somente quatro anos depois de “Hate Campaign” que a banda volta com uk novo trabalho de estúdio. E é justamente com “Where Ironcrosses Grow”, lançado em 2004, que o grupo dá as caras novamente no cenário death metal mundial. Esse trabalho manteve o death metal “old school” característico da banda, porem sem soar totalmente extrema.

Parece que “Where Ironcrosses Grow” (2004), fez a banda retomar os lançamentos constantes de novos trabalhos, sem deixar uma lacuna de tempo entre os discos. Prova disso é “The God That Never Was”, lançado em 2006, que foi seu sétimo trabalho de estúdio e conseguiu mais uma evidenciar o nome do Dismember como um dos mais importantes do cenário. Esse cd foi lançado no Brasil via Hellion Records.

O oitavo disco da banda foi lançado em 2008 e parece que o grupo estava sedento por peso e death metal. O trabalho é uma aula do estilo e une diversas referencias a bandas de outros estilos como Slayer e Motorhead, mas tudo isso encorpado com a cara do Dismember. Esse trabalho é considerado um dos melhores discos da banda nos últimos anos.

Infelizmente em outubro de 2011 o baixista da banda Tobias Cristiansson informou o fim do grupo, “Depois de 23 anos, o Dismember decidiu terminar. Agradecemos aos nossos fãs pelo apoio”.










Dismember


Conteúdo Relacionados


Em Foco
Discografia Comentada
Shows
Long Live NWOBHM
Entrevistas


ULA
Metal Zone - Revista Digital especializada em Rock, Heavy Metal e suas vertentes, Tecnologia, Quadrinhos, HQ, Literatura, entre outros assuntos.
Jornalista Respons?vel: Filipe Souza - MTB: 32471/RJ
© 2000 - 2017
Somos Sociáveis :)
  • Myspace
  • Facebook
  • orkut
  • Last FM
  • Twitter
  • You Tube
Desenvolvido pela Art Com Texto - Comunicação & Design