Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/filipe5/metalzone.com.br/site/materias/materia.php:1) in /home/filipe5/metalzone.com.br/Connections/conn_metalzone.php on line 18

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/filipe5/metalzone.com.br/site/materias/materia.php:1) in /home/filipe5/metalzone.com.br/Connections/conn_metalzone.php on line 22
Metal Zone | Metal Brasil | Unearthly | Revista Digital sobre Heavy Metal, Black Metal, Thrash Metal, Death Metal, Rock. Com resenhas de shows, cds, promoções, entrevistas, bandas de garagem, demo-tapes, cds demo.
Selo Generale traz, pela ótica de Ron Wood, os bastidores de uma das bandas mais importantes do mundo.

Gêneros:

MP3 Download

Schizophrenia

We Shout Louder
(Thrash Metal) Tamanho: 5.72 mb

Schizophrenia
baixar mp3
baixar mais músicas
Dicas de Cds

Rossomahaar

Quaerite Lux In Tenebris...
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Rossomahaar
9/10
Ler Resenha

Krieg

The Black House
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Krieg
9/10
Ler Resenha

Unearthly

Flagellum Dei
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Unearthly
10/10
Ler Resenha

Crux Caelifera

Ad Lucifer Aeternam Gloriam
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Crux Caelifera
9/10
Ler Resenha

Cradle of Filth

The Manticore And Other Horrors
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Cradle of Filth
8/10
Ler Resenha

Sabbat

Sabbatrinity
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Sabbat
9/10
Ler Resenha

Epiphany

Epiphany
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Epiphany
8/10
Ler Resenha

Ajattara

Tyhjyys
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Ajattara
9/10
Ler Resenha

Sear Bliss

Glory and Perdition
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Sear Bliss
9,5/10
Ler Resenha

Sirenia

An Elixir for existence
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Sirenia
8,5/10
Ler Resenha

Unearthly

Infernum - Prelude To A New Reign
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Unearthly
10/10
Ler Resenha

Salacious Gods

Piene
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Salacious Gods
8,5/10
Ler Resenha

Paradise in Flames

Devil From the Sky
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Paradise in Flames
8,5/10
Ler Resenha

Borknagar

URD
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Borknagar
9/10
Ler Resenha

Doomsday Ceremony

Apocaliptic Celebration
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Doomsday Ceremony
10/10
Ler Resenha



 Metal Brasil

Metal Zone Home Metal Brasil → Unearthly
Unearthly

Unearthly

Gênero: Black Metal
País: Brasil

Formação mais Recente:
F. Eregion – Vocal/Guitarra
Vinnie Tyr – Guitarra
M. Mictian – Baixo
B. Drummond – Bateria

http://www.theunearthly.com

PUBLICIDADE Assassin - Breaking the Silence
Videos

Kronos

Colossal Titan Strife




Unearthly

Unearthly: Black Metal brasileiro que dominou o leste europeu

Por: Filipe Souza (filipe@metalzone.com.br)
10/06/2014

Em quase duas décadas o Unearthly se tornou um dos mais tradicionais e conceituados grupos de Black Metal do Brasil. A banda já excursionou por todo o Brasil e em boa parte do leste europeu.

Formado em 1998 pelo baixista M. Mictian e o vocalista Lord Thoth o grupo lançou duas demos e gravou os dois primeiros álbuns. Em 2002 com o lançamento do primeiro CD “Infernum: Prelude to a New Reign” a banda se apresenta no festival Setembro Negro. Após o segundo disco o vocalista e co-fundador do grupo deixa a banda.

O grupo chega ao seu auge em 2011 com o aclamado álbum Flagellum Dei com direito a gravações na Polônia no conceituado estúdio Hertz, conhecido por produzir bandas como Behemoth, Vader e Hate. O disco contou ainda com a participação do ex-vocalista do Morbid Angel Steven Tucker.

Unearthly


Conteúdo Relacionados

Infernum - Prelude To A New Reign

2002
Encore Records
10/10

Nunca foi preciso sair do Brasil para conhecer bandas novas e de qualidade. Um grande exemplo é a banda black metal carioca Unearthly. Eles mostram ao mundo e principalmente aos fãs brasileiros, o profissionalismo em que estão chegando as bandas nacionais de metal extremo.

Esse é o primeiro trampo dos caras e de cara o profissionalismo e qualidade são latentes. Nenhum detalhe foi esquecido. A gravação ficou impecável, o material gráfico é muito bom, a capa é de um excelente bom gosto. Como todo o cd que ganha 10, fica difícil destacar alguma faixa em particular, as oito são todas excelentes.

Se você gosta de comparações a banda faz um som na linha Dimmu Borguir e Marduk. A intro do cd já entra fuzilando, e com a faixa "Days of Storm For Christian Souls". Por todo álbum ouve-se bases de guitarra com alguma influência de power metal, mas com a rispidez do black metal. O vocal de Lord Thoth, ora é cantado de forma rasgada e ora de forma brutal, criando assim climas aterrorizantes para as faixas. O teclado não entra apenas do nada, mas sim como um atrativo a mais para a destruição já criada pelos caras.

Não tem como você não ficar admirado com o poder sonoro de faixas como "For The Glory Of The Impure God" fantástica essa música, o trabalho instrumental de fazer inveja a muitos gringos e refrão idem, "Battle For The Destruction Of Hypocrisy's Empire", "Challenging The Heavens". Esse cd já se tornou um clássico do metal extremo nacional.

Faixas

01. Days of Storm for Christian Souls
02. Challenging The Heavens
03. Forbidden Carnal Desires
04. Zyklon B (Warlegion)
05. Living Under the Sign of Blasphemy
06. Embracement of Eternal Darkness
07. For the Glory of the Impure God
08. BDHE-Part 1: Infernum
09. BDHE-Part 2: Victory of the True Path
10. BDHE-Part 3: Prelude to a New Reign

Flagellum Dei

2011
Shinigami Records
10/10

O grupo de Black Metal brasileiro Unearthly já era considerado um dos nomes mais fortes do cenário no país, senão o mais forte. E Flagellum Dei, seu mais recente trabalho de estúdio, demonstra o nível que a banda chegou em termos de amadurecimento e vanguarda. Poucos nomes no Black Metal mundial conseguiram alcançar o nível em que se encontra o Unearthly. Não citarei outros nomes, pois quero falar somente dessa obra prima.

Não há dúvida alguma que esse cd se destacaria como o Master of Puppets do Unearthly em sua discografia. A produção é impecável e a experiência de ter viajado até a Polônia para trabalhar na produção do disco foi o que pesou mais na balança.

Além da produção de alta qualidade, as composições das letras e músicas são impecáveis. Pessoalmente acompanho a banda há pelo menos uns dez anos, e cada lançamento o grupo surpreende.

Mesclando Black Metal com o vigor e a sonoridade do Death Metal, o Unearthly despeja doses cavalares de agressividade e técnica com maestria ímpar.

O cd abre com 7.62, a introdução com os acordes de um violão deixam o clima tétrico para o início do pandemonium. A música que traça um parâmetro entre o poder de fogo de um dos mais famosos fuzis de assalto, também conhecido como AK-47 e o poderio bélico-musical do grupo caiu como uma luva para a abertura do cd.

A maioria das letras foram compostas pelo vocalista/guitarrista Eregion, que muito inspirado tratou temas modernos como violência, religião e guerra sob a ótica do Black Metal. Em cada uma das letras tem uma breve nota explicando o conceito das palavras de Eregion.

A segunda faixa do álbum "Baptized in Blood" retrata o ponto de vista de um assassino, em um caso brutal de violência ocorrido em 2011 no Rio de Janeiro, quando um rapaz invadiu uma escola na zona oeste da capital atirando, matando e ferindo dezenas de jovens. O caso ficou conhecido internacionalmente como o massacre de Realengo. Com quase seis minutos de duração é a maior música do álbum e uma das melhores. Os riffs são ótimos e R. Lobato destrói a bateria.

O grupo todo musicalmente e tecnicamente está impecável. A cozinha não deixa o peso a velocidade, característicos da banda, parar em nenhum momento. As guitarras e os solos estão sempre muito bem encaixados e na medida certa. E Eregion está com um vocal cada vez melhor e já é um dos meus favoritos em termos de Black/Death.

A terceira faixa do disco "Flagellum", que tem o andamento de uma canção de guerra, é mais um ponto alto do trabalho. Seguida por outro pesadelo sonoro "Black Sun". Em "Osmotic Haltesis" a banda conta com a participação especial de Steven Tucker, que já foi vocalista e baixista do Morbid Angel em três pérolas da banda.

A sexta música "My Fault" começa mais melódica, mas no estilo Unearthly e vai ganhando peso durante o andamento.

E mais uma das minhas faixas favoritas do álbum fica por conta de "Lord of All Battle", a letra está impecável pelos relatos do baixista Mictian, autor da letra, trata da história de OGUM que infelizmente para a religião cristã, não passa de um demônio, porém é um grande guerreiro para as religiões afro, como a umbanda. Mais uma forma sutil e inteligente que o Unearthly encontrou para alfinetar a ignorância imposta pelas religiões cristãs.

Para ligar as duas últimas faixas do disco, uma música instrumental "Limbus". E o grupo fecha o disco com a ensurdecedora "Insurgency". Para fechar de vez essa obra prima da banda "Exterminata", uma instrumental de quase quatro minutos, onde o violão que abriu o cd retorna com algum peso.

Saldo dessa jornada: - O melhor lançamento do gênero desde The Laws of Scourge do Sárcofago. Uma das melhores produções nacional, que saiu em digipack. A capa do disco é perfeita e se encaixou como uma luva, além de todo o trabalho gráfico do álbum.

Agora é comprar o cd e prestigiar a banda ao vivo em sua turnê pelo país. E para os fãs mais novos de metal que reclamam por não terem presenciado o lançamento de um clássico, agora vocês tem a chance histórica para que no futuro digam: - Essas bandas de hoje estão muito fracas, clássico mesmo foi o Flagellum Dei do Unearthly.


Faixas

01. 7.62
02. Baptized in Blood
03. Flagellum Dei
04. Black Sun
05. Osmotic Haeresis
06. My Fault
07. Eye for an Eye
08. Lord of all Battles
09. Limbus instrumental
10. Insurgency
11. Exterminata



Em Foco
Discografia Comentada
Shows
Long Live NWOBHM
Entrevistas


ULA
Metal Zone - Revista Digital especializada em Rock, Heavy Metal e suas vertentes, Tecnologia, Quadrinhos, HQ, Literatura, entre outros assuntos.
Jornalista Respons?vel: Filipe Souza - MTB: 32471/RJ
© 2000 - 2017
Somos Sociáveis :)
  • Myspace
  • Facebook
  • orkut
  • Last FM
  • Twitter
  • You Tube
Desenvolvido pela Art Com Texto - Comunicação & Design